Você sabe como é feita a separação de misturas?

Desde já, sabemos que é muito importante estudar o processo de separação de misturas, pois a maioria dos materiais encontrados na natureza não é substância pura.

A natureza, os produtos que compramos, os materiais produzidos pelo ser humano, de uma forma geral nós e tudo que nos cerca é formado por misturas.

Diversos tipos de instrumentos para a separação de misturas utilizados em laboratórios.

Em primeiro lugar para utilizar uma substância qualquer é fundamental isolar um ou mais elementos que formam a mistura, seja ela homogênea ou heterogênea.

Ao mesmo tempo que a separação dos componentes dessas misturas ou o fracionamento delas são importantes para vários aspectos de nossa vida, como para separar os poluentes da água e torná-la própria para consumo, na produção de metais e de componentes especiais que são usados para produzir medicamentos, alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza;

Igualmente na obtenção do sal de cozinha, na análise dos componentes do sangue nos laboratórios, para separar os componentes do lixo e destiná-los ao tratamento correto ou para reciclagem e assim por diante.

No entanto, visto que as composições variam, para realizar a separação de misturas, é necessário aplicar técnicas ou métodos especiais para cada caso. Ou seja, as técnicas podem ser físicas ou químicas, pois o princípio fundamental é usar as propriedades dos componentes das misturas para separá-las. Essas propriedades podem ser o ponto de fusão, o ponto de ebulição, a solubilidade, a densidade, entre outros.

Tipos de separação de misturas

A aluna Ana Flávia Guimarães nos explica alguns dos diversos tipos de separação de misturas presentes em nosso dia a dia, de forma autêntica e contextualizada, no vídeo a seguir:

 

Tipos de separação apresentados no vídeo:

  • Filtração
  • Catação
  • Peneiração
  • Evaporação
  • Centrifugação
  • Ventilação

O trabalho desenvolvido pela professora Maria Flávia Camarano, com os alunos do 4º Ano A, teve o intuito de preparar o aluno, de forma que este possua um entendimento da sociedade atual e utilize elementos presentes em seu cotidiano.