ENEM 2021 – Informações importantes.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 será realizado nos dias 21 e 28 de novembro deste ano. O período de inscrição será entre os dias 30 de junho e 14 de julho.

A equipe do Ministério da Educação planejava adiar a edição do exame para janeiro de 2022 por causa da pandemia. No entanto, o ministro Milton Ribeiro recuou após repercussão negativa e confirmou a realização das provas.

O edital foi publicado nesta quarta-feira (2) no Diário Oficial da União. Nesta edição, diferentemente do ano passado, as versões impressa e digital serão aplicadas nas mesmas datas (21 e 28 de novembro) e terão perguntas iguais.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), essa é uma forma de ganhar tempo na elaboração dos cadernos de questões. A seguir, confira como será o Enem 2021.

A inscrição deve ser feita na página do participante entre os dias 30 de junho e 14 de julho. Para quem não conseguiu a isenção, a taxa será de R$ 85 — o prazo para os candidatos pedirem isenção da taxa de inscrição terminou no último dia 28.

Os candidatos também devem ficar atentos aos prazos para solicitar atendimento especializado e tratamento pelo nome social.

Confira o cronograma

  • Inscrições: 30/6 a 14/7
  • Pagamento da inscrição: até 19/7
  • Pedido de atendimento especializado: 30/6 a 14/7
  • Pedido de tratamento pelo nome social: 19 a 23/7
  • Provas: 21 e 28/11

Escolha da prova (impressa ou digital) e adaptações

Na inscrição, o candidato deve escolher se deseja fazer a versão impressa (tradicional) ou a informatizada (criada durante a pandemia do Coronavírus).

De acordo com o edital, serão 101.100 vagas no Enem digital. Embora seja computadorizado, o exame digital é aplicado nos locais de prova — não existe a opção de prestar o exame em casa.

Desta vez, a versão computadorizada terá adaptações para pessoas com deficiência.

  • Prova super ampliada e com contraste (voltada para pessoas com baixa visão)
  • Locais de aplicação com acessibilidade

Na edição anterior, apenas a versão impressa oferecia essas opções.

Disciplinas e horários

O Enem 2021 será aplicado em dois domingos, assim como ocorreu nos últimos anos. São 180 questões, mais uma redação, divididas nos dois dias, sendo que no dia 28 de novembro, a prova tem meia hora a menos de duração (porque não tem redação).

21 de novembro

  • 45 questões de linguagens;
  • 45 questões de ciências humanas;
  • e redação.

28 de novembro

A prova tem meia hora a menos:

  • 45 questões de matemática
  • e 45 questões de ciências da natureza.

Veja os horários de aplicação (no fuso de Brasília)

  • Abertura dos portões: 12h
  • Fechamento dos portões: 13h
  • Início das provas: 13h30
  • Término das provas no 1º dia: 19h
  • Término das provas no 2º dia: 18h30

Em maio deste ano, especialistas que participam da elaboração da prova haviam alertado para o risco de haver comprometimento na qualidade e na segurança do Enem, por causa do prazo apertado.

No edital, o Inep menciona ainda as seguintes medidas para garantir que o cronograma seja cumprido:

  • otimização e encurtamento dos processos de transporte e armazenamento das provas, com novas estratégias seguidas pelos Correios;
  • prorrogação do contrato com a gráfica responsável pela edição de 2020, dispensando a necessidade de uma nova licitação.

Regras de prevenção à Covid-19

Assim como ocorreu no ano passado, será obrigatório que os candidatos usem máscara durante a prova para reduzir o risco de contaminação por Covid-19.

No edital, também há a determinação para o uso de álcool em gel na higienização das mãos.

Não seguir os protocolos de prevenção leva à eliminação do estudante.

Mais informações no site do Ministério da Educação – MEC

https://www.gov.br/mec/pt-br

Fonte: